terça-feira, 18 de agosto de 2009

Superando somente limites.

video

Acho que a imagem da semana é esta que vemos no vídeo, o homem novamente superando os seus limites. E como é interessante fazer a comparação com tempos passados, e notar como a evolução das técnicas e tecnologias nos permitem chegar mais longe. Outro bom exemplo foi o acidente sofrido pelo piloto brasileiro Felipe Massa durante o treino na Hungria, não fosse a tecnologia aplicada no capacete - ou fossem outros tempos - com certeza as consequências seriam bem mais graves.
O que me levou mais a fundo mesmo foi esta ideia do homem estar superando sempre os seus limites, e sempre somente os seus limites. Esta ideia se torna mais clara se colocarmos no papel quantas guerras estão acontecendo neste momento no mundo - sim, todas elas, inclusive as quais não sabemos que estão acontecendo - e não somente as guerras por territórios ou poder, mas as guerras pela paz, as guerras pela vida e todas mais...
Como pode o ser humano chegar tão longe? Como pode ele ser capaz de superar os seus limites a tal ponto sem entretanto jamais superar os seus preconceitos e suas ganâncias - a sua mediocridade?
Isso prova o quanto somos pequenos, o quanto somos frágeis. Estamos sempre nos preocupando em colocar motivos para justificar tudo o que fazemos, e assim nunca abrimos os olhos para os próprios erros. Não sou digno de apontar aos outros e dizer que estão errados, pois tenho também minhas fraquezas e minhas mediocridades, mas sei que ao menos é a minha consciencia que controla os impulsos elétricos que circulam entre um neurônio e outro dentro de mim. E sei que agora minha consciência está limpa, pois estou sempre apontando para mim mesmo, e reclamando dos meus erros.

Fica uma grande lição que um dia ouvi, e vou levar para a vida toda:
Se você anda por um caminho e tropeça num buraco, e, quando se recompõe, culpa o buraco por estar no seu caminho, amanhã você vai tropeçar no mesmo buraco deste mesmo caminho; mas, se, ao invés de culpar o buraco que está no seu caminho, você assumir que tropeçou por não tê-lo visto você jamais tropeçará nele de novo, pois, quando andar por este caminho, se lembrará que por ali já tropeçou algum dia.

Assuma a sua responsabilidade como ser humano.

2 comentários:

Mih...s2 disse...

Ultrapassar limites, ignorar os obstáculos e vencer seus próprios medos são sem dúvida uma das melhores coisas de ser um ser humano.

beijos

- Marina; disse...

Sabia que eu te admiro cada vez mais?