quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Valores




As crianças deveriam estar brincando nas ruas, jogando pião, batendo bola, pulando corda e cantando ciranda. As crianças deveriam estar desfrutando de sua ingenuidade, descobrindo um mundo cheio de curiosidades e porques, correndo, soltando pipa, fazendo trança. As crianças deveriam estar indo à escola aprender o bê-a-bá. As crianças deveriam estar sorrindo.
Ao invés disto as crianças estão dentro de suas casas jogando video-game e usando computadores, interagindo pela internet com um mundo em que não têm nem tempo de construir o seu conhecimento, pois ele já vem pronto em um pacote formador de opinião. Ao invés disto elas estão nos faróis vendendo bala, pedindo dinheiro, pedindo uma chance. Ao invés disto elas estão levantando armas para roubar, para intimidar, para se defender. Elas estão roubando para se drogar, estão intimidando para sobreviver, estão se defendendo, defendendo seus países de líderes que seus pais disseram ser ruins, e que talvez nem mesmo eles saibam o porque. Ao invés disto elas estão passando fome em algum lugar logo ali ao lado.
Os líderes deveriam estar olhando pelo seu povo, os líderes deveriam estar defendendo um ideal comum, lutando pelo bem de todos, para favorecer aqueles que precisam e igualar a todos em uma sociedade ideal, utópica. Os líderes deveriam mostrar a cara e colocar a sua imagem à prova em busca do bem comum.
Ao invés disto, os líderes estão lutando com unhas e dentes pelo bem comum deles próprios. Ao invés disto eles se escondem em roupas, agendas, assistentes e fachadas. Ao invés disso eles se esquecem do seu compromisso com o os liderados e lembram-se do seu próprio umbigo, em uma amnésia proposital.
Os namorados deveriam estar se apaixonando, se amando verdadeiramente. Os namorados deveriam estar passeando pelas ruas de mãos dadas, com largos sorrisos e uma vontade imensa de realizar sonhos. Os namorados deveriam estar planejando o seu próximo passeio, as suas próximas viajens. Os namorados deveriam estar conversando, cantando canções, falando a mesma coisa ao mesmo tempo, mesmo sem querer, em uma cumplicidade ubíqua.
Ao invés disto, eles estão se traindo, mentindo. Ao invés disto eles estão destruindo um ao outro em uma competição para descobrir qual dos dois tem mais astúcia. Ao invés disto eles estão deixando de lado as palavras de bem dizer para trocar segredos com alheios. Ao invés disto eles estão se esquecendo do amor, de amar... A si mesmo e ao outro.

Aonde ficaram os valores? Aonde se perderam os valores? Onde foi mesmo que os deixei cair?
Não sei se o mundo mudou tanto assim... Não sei mesmo se deixei de acreditar nisso tudo.
Acho que não.

quinta-feira, 2 de junho de 2011




Palavra é a maneira que buscamos de registrar nossos sentimentos
Letras no papel, dispostas umas ao lado das outras, deixando gravado tudo aquilo que vivemos

Poema é a maneira que escolhemos para dar forma e métrica aos nossos sentimentos
Frases curtas, rimas, desenhos, jogos e sons para exaltar o significado de cada palavra

Melodia é a maneira que descobrimos para dar ritmo e cadência aos nossos sentimentos
Músicas que combinam poemas e melodias para enobrecer a palavra em forma

O olhar é a maneira que possuímos de transbordar nossos sentimentos
É a porta de entrada para aquilo que está na alma de cada um

Gestos são a maneira que encontramos de traduzir nossos sentimentos
Ações para demosntrar os nossos desejos

Que não tenhamos medo de ser aquilo que somos, de demonstrar nossas virtudes e nossos defeitos. Como já dizia Chaplin "Não sois máquinas! Homens é o que sois!".
Que não tenhamos medo de amar sem medida aqueles que nos amam e aproveitar cada dia, cada momento. Carpe Diem!
Que não tenhamos medo de perdoar aqueles que faltaram conosco, de dar uma nova chance para os que um dia erraram.
Que não tenhamos medo de nos expressar da forma que gostaríamos, sem invadir ou faltar com respeito ao espaço e a liberdade do outro.
Que não tenhamos medo de ter fé, fé no ser-humano, fé em um Deus que nos ama. Que jamais deixemos de acreditar no possível e no impossível.

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Meu caminho...

A cada passo lento sigo pensando no instante seguinte e no instante segundo.

Não que não esteja seguro, com os pés firmes no chão, mas porque a estrada que me leva adiante vai ao teu encontro.

Enquanto caminho ao teu encontro eu posso ver em você coisas que ninguém imagina. Talvez você saiba de tudo isso. Talvez não, você sabe. Mas enquanto caminho, gosto de pensar que sou o único a te ver assim.

E quando te encontro, sem hora certa, quero chegar e não mais ir. Teu olhar é sereno e me acalma, teu perfume é doce e tua voz vem me falar tudo aquilo que preciso ouvir. O coração dispara. Em teu colo posso ficar pra sempre, se nem sei por quanto o sempre dura.

E depois que este sempre se vai, retomo a estrada, o instante, o segundo, os pés firmes no chão e os pensamentos em você; até nos encontrarmos de novo!


sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

É Natal...

As luzes se acendem, as pessoas se abraçam, algumas se alegram, outras se entristecem, outras confraternizam para esquecer ou relembrar o que se passou... E vem ano novo, tudo de novo...
Este ano foi realmente especial para mim, diferente de todos os outros (mas todos são diferentes, então este foi diferente de uma forma diferente).

Muitas coisas se passaram...
Aprendi a celebrar a diversidade; aprendi a importância da vida; aprendi que a vida é agora!
Mudei de idéia (muitas vezes), fiz escolhas, chorei, sorri, briguei, pacifiquei, ralei bastante, conquistei, perdi... Tudo como em todos os outros anos.
Mas então por que tudo foi assim tão diferente?
Não sei ao certo, mas talvez porque nada passou. Mudanças que ficaram gravadas no coração.
Perdi muito, perdi amigos, me afastei, esqueci, fui esquecido e ainda perdi (de certa forma) um pedaço de mim, uma pessoa que estava sempre ao meu lado pra meu ouvir e me dar força.
Mas em compensação ganhei muito; ganhei amigos impagáveis, conheci pessoas interessantes, convivi com pessoas fantásticas, ganhei o apoio de uma grande (imensa) família que vive comigo o sonho (ou a realidade) de levar à outras pessoas o amor de uma forma pura e sincera, de levar Deus aos corações através da música, da palavra, das ações... e ainda neste caminho recebi um presente maravilhoso de Deus, um presente inesperado, mas que em tão pouco tempo já me mostrou coisas que uma vida inteira não poderia me mostrar.

Bá, obrigado por tudo, desejo do fundo do meu coração que este seja um ano maravilhoso e cheio de conquistas para você e a família; e se Deus permitir estarei ao teu lado para te apoiar em tudo o que precisar. Eu tenho certeza de que você conhece meu coração, e sabe tudo o que te diria agora ("Obrigado por estar aqui" s2).
Kátia, Jairo, Pedro, Toninho, Cida, Edu, Bia.... Todos vocês que agora são também minha família (mas na verdade sempre foram), obrigado pela confiança que depositaram em mim, obrigado por me receber e me acolher como uma família, obrigado pelo apoio que vocês nos dão. Espero aprender muito com vocês daqui pra frente.

Conheci também a família @amigosdovia33 (tamo junto), que de perto ou de longe está sempre presente, e que agora faz mais que parte da minha vida.

Enfim... O mais importante de tudo, e que talvez tenha aprendido da forma mais natural (errando e corrigindo) é que a vida não é feita para ser vivida de momentos, de celebrações e de memórias. A vida é feita para ser vivida por inteiro, para ser vivida no ontem, no hoje e no amanhã, pois nada é passageiro e nada é por acaso.

Desejo a todos vocês, que chegaram até aqui (que estiveram ao meu lado de alguma forma), amigos de perto, de longe, família, conhecidos e até mesmo desconhecidos, que este seja um natal não apenas de abraços e desejos que se vão, mas que seja um natal verdadeiro, de coração. Que não seja um natal de embrulhos e presentes, mas que seja um natal de entrega e de renovação, e que nenhuma palavra seja jogada ao vento.

Independente de sua crença ou de onde está, prepare o seu coração para a chegada do Menino Jesus, do Homem Jesus, e deixe que a vida seja vivida (Carpe Diem!).

Desejo a todos um ótimo natal e um ano novo maravilhoso.

A canção neste vídeo, apesar de antiga, ilustra exatamente o meu desejo a todos... Que as palavras não sejam vazias, que não sejamos cegos por não querer enxergar...


video

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Dentro de mim...

Não sei que me faz ser assim
Tão intruso dentro de mim
Que me perco pensando se um dia
Sou realidade ou fantasia

Não sei que te faz ser assim
Que te completas dentro de mim
Me traz a rima e a melodia
Me faz música e poesia

Mas todo poeta enlouquece
Perde o tom
Procura a prece

Se encontra no som
E se enaltece
...

domingo, 19 de setembro de 2010

Amanhecer


É como quando em um olhar
Encontro com o sorriso teu
Que da tua boca vem repousar
Nos olhos que são meus

Simples, singelo, sutil
Como quem não se faz perceber
Me tira da vida hostil
Transforma todo o meu viver

É a mão que vou segurar
E o coração de novo a bater
E em teus braços repousar

E a cada passo te buscar
A cada dia te querer
Em cada gesto te amar

domingo, 7 de março de 2010

T.I. Verde


Sustentabilidade, esta é a palavra quando se trata da combinação negócio + lucro + meio-ambiente. E é exatamente dentro deste contexto que surge a T.I. Verde.


"As práticas da TI verde buscam reduzir o desperdício e aumentar a eficiência de todos os processos e fenômenos relacionados à operação desses computadores no meio do caminho." (fonte: http://br.hsmglobal.com/notas/53556-o-que-e-ti-verde)


Mas não se trata apenas disto. Quando tratamos de T.I. Verde - ou quando as empresas tratam de T.I. Verde - estamos tratando de um novo caminho para a conscientização. Se o assunto da moda são os fenômenos naturais decorrentes da destruição que os seres-humanos vêm causando ao planeta nestes últimos anos, por que não associarmos a modernidade, a tecnologia e o meio-ambiente?
O que buscamos com as práticas que T.I. Verde é exatamente conscientizar as pessoas de que é possível (e necessário) cuidar mais de nosso planeta. Todos somos responsáveis por isso, e, mais do que uma frase de efeito para causar impacto, isto reflete uma realidade a qual não sabemos vivenciar.

Agora cabe às empresas, aos funcionários e todos aqueles que estão ligados a área de técnologia adotarem tais práticas, e se conscientizarem de que sempre é necessário rever conceitos, realizar mudanças e cuidar do ambiente em que se vive - e isto não vale apenas para cuidarmos do planeta, mas também de nossas vidas.
São das pequenas atitudes que surgem as ações mais nobres.